Rainha colorida: curiosidades sobre as cores e as mensagens das roupas da rainha da Inglaterra

A rainha Elizabeth II chama a atenção por várias razões. 

Ela não só tem feitos históricos e recordes registrados (https://culturainglesamg.com.br/blog/7-recordes-da-rainha-da-inglaterra/#), como suas roupas são alvo de flashes e muitos olhares. 

Só que quando se é uma monarca, os “looks” são mais importantes do que imaginamos e eles carregam significados, mensagens e motivos bastante importantes. 

Confira algumas curiosidades sobre as cores e as mensagens das roupas da rainha da Inglaterra! 

Rainha arco-íris 

Por que a rainha está sempre vestida com cores vibrantes?

Ela mesma já disse que se saísse de bege as pessoas não a reconheceriam e a razão verdadeira não está longe dessa. 

Ela quer garantir que as pessoas que desejam vê-la, consigam fazê-lo. 

A rainha acredita que é seu dever ser vista pelas pessoas que esperam sob quaisquer circunstâncias para vê-la, segundo Sali Hughes, autora do livro “Our Rainbow Queen”. 

As cores fortes permitem que ela seja identificada no meio da multidão, de longe e até mesmo além de grades e seguranças. 

E como as cores são escolhidas pensando no povo, alguns modelos também! 

As mangas das roupas não são muito compridas para facilitar os apertos de mão e seus sapatos, que costumam ser sempre iguais ou, pelo menos, muito semelhantes, são confortáveis para que ela consiga fazer longas caminhadas e encontrar o máximo de pessoas, como revelou a autora para o jornal Evening Standard. 

Rainha de preto 

O preto é uma cor não muito utilizada pela família real, mas porque ela é cheia de protocolos. 

A cor só deve ser usada pelos nobres em situações de luto. 

O respeito é tanto, que os membros da Família Real sempre levam uma roupa preta em suas malas de viagem, para terem uma opção de vestimenta apropriada caso aconteça alguma fatalidade que exija uma aparição pública. 

Quando o rei George VI, pai da rainha Elizabeth II morreu, ela estava viajando e, ao chegar no Reino Unido, não pôde sair do avião até que alguém levasse uma roupa preta para ela vestir. 

Rainha coroada 

As roupas dos nobres têm muitas mensagens a serem passadas e exemplo disso foi o vestido da coroação da rainha Elizabeth II, usado por ela em 2 de junho de 1953. 

Sua roupa foi desenhada por Norman Hartnell, que começou a trabalhar com a família real em 1930 e que também fez seu vestido de noiva. 

A rainha e o estilista escolheram motivos associados ao Reino Unido e aos países da Commonwealth para os bordados, como a rosa inglesa, o alho-poró galês, os cardos escoceses, trevos irlandeses, folhas de bordo para o Canadá, feixes de trigo para o Paquistão e flores de lótus para a África, como relatou matéria do jornal britânico The Telegraph. 

Diamantes, cristais, pérolas, ametistas e pedras rosadas completavam o vestido, que levou 3 mil horas para ser confeccionado com a ajuda de seis bordadeiras. 

Já o manto púrpura levava bordados de folhas de oliveira e feixes de trigo, representando paz e prosperidade. 

Rainha no brechó 

Se você quiser um dia ter um roupa que foi da rainha, isso até poderá acontecer, mas você jamais saberá se a peça foi dela ou não. 

Quando ela se cansa de algumas roupas, Elizabeth II as repassa para suas costureiras, como revelou o autor Brian Hoey, no livro “Not in Front of the Corgis”, de 2011. 

As peças podem ser usadas por quem as ganhou ou mesmo vendidas, mas todas as etiquetas e quaisquer sinais de que pertenceram à rainha devem ser retirados. 

Portanto, pode até ser que você encontre uma ou outra peça pelos brechós britânicos, mas, com exceção da qualidade e de algumas fotos com a roupa, nada mais garantirá que ela já pertenceu à realeza. 

Rainha no closet 

Se você já assistiu ao filme “As Patricinhas de Beverly Hills” e sonhou com o closet da Cher, saiba que a rainha nem ao closet precisa ir. 

A escolha das roupas da rainha pela manhã acontece da seguinte forma: 

Uma funcionária leva os desenhos de duas roupas para ela, com retalhos dos tecidos usados em sua confecção, para que a monarca saiba do que elas são feitas.

O “look” escolhido então é separado e levado para a rainha.

Quem revelou o ritual matutino da nobreza foi o ex-funcionário da rainha e da princesa Diana, Paul Burrell, em entrevista ao Yahoo.  

Ele ainda disse que a dona da coroa não tem nenhuma roupa em seus quartos, uma vez que todas as suas vestimentas ficam em um andar superior. 

Rainha de malas prontas

Uma viagem real exige preparo e parte dele está relacionado às roupas da rainha! 

Com experiência em mais de 20 viagens reais, o repórter do The Telegraph, Gordon Rayner, revelou que a estilista e assistente pessoal da rainha, Angela Kelly, é quem planeja o que a detentora da coroa irá vestir. 

Ela viaja semanas ou meses antes da monarca para assegurar que as roupas, calçados e jóias não destoarão do ambiente. 

Ela também faz pesquisas minuciosas para descobrir se certas cores ou mesmo estampas podem ser ofensivas para a cultura do local, por exemplo. 

A rainha precisará tirar o sapato? Terá que usar algum lenço para cobrir a cabeça? Todas essas questões são cuidadosamente programadas, assim como os pesos colocados na barra de todas as saias da rainha para que ela nunca corra o risco de que a peça se levante com o vento ao estilo Marylin Monroe. 

Rainha ecológica 

Sempre acompanhando as mudanças do tempo e da moda, a rainha Elizabeth II decidiu não usar mais roupas feitas com peles de animais. 

A monarca procura optar por roupas com versões sintéticas dos materiais e, se for vista com alguma peça de pele, será um item que já existia em seu guarda-roupas, não uma roupa nova. 

Essa decisão se tornou pública no livro “The Other Side of the Coin: the Queen, the Dresser and the Wardrobe”, lançado por sua assistente pessoal e responsável por suas roupas, Angela Kelly, informação confirmada pelo Palácio de Buckingham. 

Viu como para a realeza as roupas são muito mais do que roupas?

E você? Tem alguma curiosidade interessante sobre o seu guarda-roupas? 

Conte aqui nos comentários! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *