Fale com a gente pelo Whatsapp Fale com a gente pelo Whatsapp

Novo rei? Entenda o que significou a substituição da rainha pelo príncipe Charles na abertura do Parlamento

Você deve ter visto na imprensa e nas redes sociais que, pela primeira vez, o príncipe Charles fez o discurso de abertura do Parlamento britânico no lugar de sua mãe, a rainha Elizabeth II.

Afinal, por que isso gerou tanta repercussão? Ele já está assumindo o trono do Reino Unido?

Fique tranquilo que nós te explicaremos essa história a seguir!

ABERTURA DO PARLAMENTO

A abertura do Parlamento é um evento anual muito importante, realizado com toda a pompa e circunstância dignas de grandes autoridades e da nobreza.

Ele marca o início do ano legislativo e conta sempre com o discurso do monarca, que apresenta as intenções e medidas que o Executivo espera enviar ao Parlamento ao longo do ano, como explica o G1.

ESTA FOI A PRIMEIRA VEZ QUE A RAINHA NÃO COMPARECEU?

Na verdade, não. Em seus 70 anos de reinado, ela faltou à abertura do Parlamento outras duas vezes, em função da gravidez dos seus filhos Andrew e Edward.

Desta vez, a sua ausência foi motivada por problemas de mobilidade, lembrando que desde o ano passado ela tem priorizado a saúde e permitido substituições da sua presença por outros membros da família real.

Confira o comunicado oficial do Palácio de Buckingham:

“A rainha continua a ter problemas de mobilidade episódicos e, em consulta com seus médicos, decidiu relutantemente que não comparecerá à abertura do Parlamento amanhã (…) A pedido de Sua Majestade, e com o acordo das autoridades competentes, o Príncipe de Gales lerá o discurso da Rainha em nome de Sua Majestade, com o Duque de Cambridge também presente.”

POR QUE EXISTE TANTA ESPECULAÇÃO SOBRE QUEM E QUANDO ELA DEIXARÁ O TRONO?

A passagem da coroa é natural e esperada na monarquia, tanto que a linha de sucessão ao trono é algo sempre observado pelos nobres e também por todo o mundo.

O príncipe Charles é o primeiro nessa lista e o príncipe William o segundo, portanto são os membros da realeza mais envolvidos nas especulações e também com histórico de preparação mais efetiva para assumirem o posto.

Isso estimulou a ideia de que ele fazer a abertura do Parlamento fosse o início da transição de sua mãe para ele, mas a verdade é que, enquanto por um lado tudo faz sentido, por outro, não é necessariamente uma realidade.

A RAINHA ESTÁ MESMO DEIXANDO O TRONO?

Este ano, a rainha Elizabeth II completou 70 anos à frente do trono e nos últimos meses também têm sido relativamente frequentes episódios em que ela precisa se dedicar mais à sua saúde.

Tudo isso traz à tona a possibilidade de que ela já esteja deixando o reinado e o passando para o seu filho mais velho. Na verdade, o próprio histórico mostra que toda a vida de Charles foi de preparação para este momento e ele já vem substituindo a sua mãe em alguns eventos nos últimos tempos.

Renunciar de verdade, Elizabeth II dificilmente renunciará!

Ao assumir a Coroa britânica, sua promessa foi de dedicar toda a sua vida à função, voto que foi renovado em seu aniversário de 70 anos de ascensão ao trono.

O que pode acontecer é que ela delegue algumas de suas funções a outros membros, respeitando sua idade e condição de saúde, mas mantendo-se como a figura principal da monarquia do Reino Unido.

Esse é o costume mostrado pela história e também como avaliam especialistas na monarquia, segundo o portal My London.

As chances do príncipe Charles reinar com sua mãe em vida são poucas e isso só deve acontecer se ela for incapacitada para cumprir suas obrigações.

Esperamos que ela siga com saúde e forte para continuar exercendo a sua bela missão e batendo recordes como sempre fez!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *









































































































Nosso site oferece toda proteção e segurança para sua navegação e utiliza cookies para fornecer a experiência mais
relevante. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com o tratamento de dados e utilização de todos os cookies.
Lei 13.709 de 14.08.2018